Um olhar (que se pretende) diferente sobre as coisas, num mundo em que muitas vezes nos sujeitamos à ditadura do politicamente correto. Não diferente só por ser diferente mas por ser pertinente.
02 de Janeiro de 2017

Em Outubro do ano passado decidir aderir às plataformas UberCabify na sequência das imagens deploráveis transmitidas aquando da manifestação de taxistas. Não fui o único (conheço várias pessoas que o fizeram nessa altura). Aliás, correu tão bem ou tão mal que cancelaram as manifestações seguintes. Tendo experimentado os dois serviços (e até experimentei gratuitamente pois estão sempre com promoções e códigos de convite) devo dizer que fiquei fã e uso quando necessito. Praticamente deixei de andar de táxi. Fazendo um ponto de situação, pela minha experiência:

 

Ambos os serviços: Carros novos (1,2 anos) e bons, sempre carrinhas e impecávelmente limpos e climatizados. Já apanhei BMW Série 1, Volkswagen Passat, SEAT Leon ST e Peugeot 308 SW. O único carro mais antigo foi um Mercedes de gama média. Os motoristas, 95% das vezes muito simpáticos, sem nenhum incidente a registar. Nenhum dos serviços cobra a chamada nem bagagem na mala. Difícilmente sai mais caro do que o táxi tradicional. Emitem sempre fatura, imediatamente disponibilizada por email, e o pagamento é feito pelo cartão registado na plataforma. Sabe-se à partida quanto deverá custar a viagem pelo que evita as burlas vegonhosas que se fazem nos aeroportos...

 

A Uber: Tem normalmente mais viaturas/motoristas disponíveis. Cobra de acordo com uma relação tempo/distância. Não cobra a reserva antecipada. Tem tarifa dinâmica, se houver mais procura o preço aumenta, mas recebemos um aviso antes da viagem.

 

A Cabify: Tem uma frota menor mas fiquei com a sensação que é um serviço mais premium. A frota mais recente e os motoristas muito simpáticos. Utiliza a plataforma Waze para navegação e cobra apenas a distância. Tem uma tarifa mínima de 3,50 Euros e cobra 5 Euros por reserva antecipada. Não consegui apurar se têm tarifa dinâmica. Tenho usado essencialmente esta plataforma.

 

A experiência de viajar nestes fornecedores está a anos luz da de viajar de taxi. A música está boa? Quer que mude? A temperatura está boa? Motorista de fato (muitas vezes). Carro impecávelmente limpro (sempre). Não tem nada a ver... Na cabify chegam a oferecer águas.

Não sendo este o propósito desta análise, se alguém quiser um código para experimentar qualquer um destes serviços mande mensagem que eu envio por email.

A principal desvantagem é não estarem ainda disponíveis em todo o país, estão essencialmente em Lisboa e Porto.

Por outro lado, e apesar de todos os protestos, a oferta tradicional de Taxis decidiu não ficar presa apenas a um modelo do século passado e já tem a sua plataforma, que nunca experimentei mas foi alvo de análise aqui.

 

 

publicado por urreivainu às 15:20
posts recentes

Uber e Cabify

mais sobre mim
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
subscrever feeds
pesquisar neste blog