Um olhar (que se pretende) diferente sobre as coisas, num mundo em que muitas vezes nos sujeitamos à ditadura do politicamente correto. Não diferente só por ser diferente mas por ser pertinente.
05 de Outubro de 2015

Ontem foi dia de grande alegria eleitoral. Todos ganharam.

- A coligação PAF teve mais votos e elegeu mais deputados.

- O PS reclama vitória ao conseguir que coligação não tenha maioria absoluta, e ganhou importância no parlamento.

- O Bloco de Esquerda teve uma estrondosa vitória, duplicando o número de deputados.

- A CDU teve uma vitória ao eleger mais um deputado….

- PAN, já tinha ganho por ultrapassar a fasquia dos 50000 votos (que dão direito a subenção estatal), ganhou também ao eleger um deputado...

Mas afinal alguém perdeu?

(artigo inpirado nos discursos pós eleitorais. Se fosse pelos semblantes diria que apenas o PAN e o Bloco tiveram efusivas vitórias....)

publicado por urreivainu às 13:06
16 de Julho de 2015

E agora, para isto bater no fundo, uma anedota.

Um Francês, um Grego e um Alemão entram num restaurante para jantar.

O Alemão escolhe uma ementa frugal. O Francês e o Grego mergulham numa ostensiva mariscada que o Grego refere não estar nada de especial. Na Grécia come-se melhor. Quando terminam, o Alemão sugere cada um pagar o que comeu. O Francês diz que nem pensar, vieram a três, divide-se por três. O Grego concorda mas avisa logo que não trouxe a carteira por isso ficará a dever. O Alemão faz má cara. O Grego indigna-se. Diz que parece impossível, afinal veio jantar com amigos ou com estranhos? Questiona-se porque é que se dá com Alemães quando estes têm sempre atitudes destas… Fica ofendidíssimo e sai porta fora a barafustar. Os dois que ficam lá pedem a conta cientes que terão que pagar a parte do Grego. Quando esta vem reparam que estão a ser debitados 6 jantares em vez de 3. Chamam o empregado que prontamente se justifica. O Grego já lá devia três jantares naquele restaurante…

Pois é. Não teve piada nenhuma….

Nota: O Inglês não compareceu.

3764045059_ba6c0aeec3

 

 

 

publicado por urreivainu às 10:31
05 de Fevereiro de 2015

Tangas Papagrupus chegara ao governo na Grécia. A primeira medida foi nomear Calotis Tezus para ministro das finanças. Tinham prometido negociações duras com todos. A troika. A Europa e a Alemanha. Mas se por um lado falar é fácil, aterrar na realidade costuma ser um bocado mais doloroso.

 

 

publicado por urreivainu às 15:44
13 de Março de 2014

Em Portugal (o poder público) não se previne, remedeia-se. Remenda-se. Faz-se a coisas por entusiasmo, seja eleitoralista ou outro, faz-se impensadamente (ou pensado em interesses que não o público) e depois logo se vê. Quem vier a seguir que feche a porta, que pague, que resolva a dívida. O triste é que sempre foi assim.... Mesmo as oposições mais extremistas abarcam em projectos orelhudos e populistas (acabe-se com as comissões bancárias, direitos dos homossexuais a afins...) mas não se vê ninguém a fazer seu cavalo de batalha um plano oficial de contabilidade público mais rigoroso, orientado pelos princípios que se exige às empresas privadas, nem a responsabilização pessoal pelos desvios e desvarios com dinheiros públicos. O tribunal de contas vai noticiando as sucessivas incúrias e não acontece nada.... 

 

Vejo muito do portugal de hoje em dois artigos que li esta semana:

http://expresso.sapo.pt/reestruturacao-da-divida-se-correr-o-bicho-pega-se-ficar-o-bicho-come=f860263

100 anos depois: http://www.dinheirovivo.pt/Economia/Artigo/CIECO329052.html?page=0

 

As perspectivas não são boas e enquanto esta gente (a nossa gente, NÓS) nos governar não me parece que a lógica mude muito. Quem está na oposição só pensa em conquistar o poder. Exige todas as facilidades, promete dar tudo. Quem exerce, tira à classe média, aos que não podem fugir, não incomoda os poderes instalados e assegura o seu futuro... E assim vão alternando. TODOS. Falámos mal da Troika, da Merkel, dos alemães, deste e daquele lá de fora (porque é mais fácil) mas os países deles não têm o nosso défice, não precisam de intervenção externa e por isso conduzem as suas políticas (PORQUE PODEM) com maior credibilidade, menos austeridade, menos desemprego e MELHORES RESULTADOS. 

 

Deixo aqui para memória futura: O próximo órgão de poder a ficar insolvente, é aquele que agora esbanja dinheiro, o que tem e o que não tem, são as Juntas de Freguesia. É ver as obras que estas estão a fazer. Remodelam-se pracetas que eram funcionais, mudam-se estradas que funcionavam bem, arranjam-se passeios que ninguém usava nem usa, remenda-se todos os anos os mesmos buracos duas vezes por ano, etc.... As juntas de freguesia são as próximas "Câmara Municipal de Lisboa" e de Vila Nova de Gaia em termos de buraco financeiro.... 

 

publicado por urreivainu às 10:55
26 de Janeiro de 2014

"Presidente pediu expressamente ao Ministério Público (MP), por escrito, que mantivesse o "procedimento criminal" contra o cidadão que o terá ofendido, em Elvas, nas cerimónias do 10 de Junho."

 

http://www.dn.pt/politica/interior.aspx?content_id=3645524&page=1

 

ARTIGO 328.º
(Ofensa à honra do Presidente da República)

1- Quem injuriar ou difamar o Presidente da República, (...) é punido com pena de prisão até 3 anos ou com pena de multa.

2- Se a injúria ou a difamação forem feitas por meio de palavras proferidas publicamente, de publicação de escrito ou de desenho, ou por qualquer meio técnico de comunicação com o público, o agente é punido com pena de prisão de 6 meses a 3 anos ou com pena de multa não inferior a 60 dias.

3- O procedimento criminal cessa se o Presidente da República expressamente declarar que dele desiste.

 

 

Acontecesse esta notícia e esta lei num país africano, no Zimbabué de Mugabe ou na Angola de José Eduardo dos Santos, por exemplo, e quase todos os que lêem estas linhas pensariam em ditadores, repúblicas de bananas, despotismo e afins.  Mas não. Esta notícia e esta lei, acontecem na nossa democracia, naquela em que nos vendem que temos todos os mesmos direitos e que somos iguais perante a lei. 

publicado por urreivainu às 16:23

Olho para a Argentina com o maior medo e horror. A Argentina teve no final da década de 90 um problema com muitas parecenças com o português. Sobreendividamento público e incapacidade política em reduzir o défice e de fazer reformas estruturais.   O ajustamento na argentina foi brutal com as pessoas a verem-se, de um dia para o outro, impossibilitadas de aceder às suas contas bancárias e com o estado a converter depósitos em moeda estrangeira para um peso argentino que nada valia, e a cada hora ainda menos, dada a hiperinflação. O mais preocupante é que a Argentina ainda hoje não se endireitou, mais de dez anos passados! Na Argentina ninguém se queixa da adesão ao Euro, da União Europeia, da Troika nem da Angela Merkl. Porque não tiveram. Nem têm.   

publicado por urreivainu às 16:08
03 de Dezembro de 2013

Num mundo (país) perfeito os nossos autarcas (e demais representantes) eram obrigados a ver isto:

 

http://www.bloomberg.com/video/-18-billion-in-debt-images-of-decaying-detroit-NK96yupZTn~VOYRlscxBcQ.html

 

E depois eram responsabilizados pelas dívidas do seu mandato. Eram responsabilizados (cível e criminalmente) se a dívida ao término do seu mandato fosse superior á do início. 

 

http://www.publico.pt/local/noticia/autarca-de-gaia-afirma-que-a-camara-tem-uma-penalizadora-divida-de-232-milhoes-1613168

 

Em Lisboa, também endividadíssima, observo várias obras de requalificação de passeios pouco utilizados (antes e depois), de bairros inteiros (charquinho em Benfica, cuja zona adjacente ficou com muito mais trânsito ao obrigarem o trânsito ao sentido único no bairro...). Agora proliferam as obras nas grandes Avenidas (Combatentes, Estrada da Luz, Sete Rios, etc...). A dos combatentes e outras foram iniciadas em Novembro, que não só é altura de muito trânsito como de chuva (que por sorte não tem caído, caso contrário pára a obra) ,altura mais conveniente para os empreiteiros e mais incómoda para os cidadãos (em Julho e Agosto Lisboa apresenta muito menos trânsito).  No meio (literalmente) dos passeios fizeram-nos ciclovias, na estrada temos enormes buracos por reparar...  

 

A par disto opera-se em Lisboa a substituição dos contentores de reciclagem por contentores individuais para o mesmo efeito. Alegadamente para combater "as ilhas de lixo" junto aos primeiros. O contribuinte ainda há poucos anos suportou o custo de contentores que agora são deitados fora e suporta o custo de novos.. Têm monograma dourado e tudo! As ilhas continuam na medida em que os contentores do vidro se mantiveram nos locais. 

 

Deitar o lixo fora é agora mais caro e mais complicado. Burocrático mesmo. Obedece a uma escala. Lado a lado com as ilhas.... E os prédios têm que ter espaço para 3 contentores para fazer o que antigamente se fazia com 1. E temos todos que operacionalizar aquilo. E vamos pagando isto tudo.... Só vejo um ganhador: o vendedor dos contentores! 

 

2ª e 6ª, embalagens, mas só se pode colocar depois das 19H00

3ª, 5ª e Sábados, indiferenciados, depois das 19H00

4ª,  papel e catão, depois das 19H00

Vidro: no vidrão com a flexibilidade dos bons velhos tempos....

 

Podia ser mais complicado (mas não era fácil). Podíamos ter que preencher previamente uns impressos para nos vermos livres do lixo ou isso... Ou a escala mudar todas as semanas.. Sei lá... Dêem-lhes tempo...

 

publicado por urreivainu às 15:30
21 de Novembro de 2013

Não faças o que eu faço.

 

Trey Radel. Norte-Americano. Senador. Conservador. Eleito pelo Tea PArty. Recentemente votou a favor de uma lei que obrigava a vexatórios testes de despistagem de drogas a beneficiários de ajuda alimentar. Apanhado a comprar $250 de cocaína numa operação polícial. Diz que não enganou os seus votantes.... Só a família....

 

http://www.bbc.co.uk/news/world-us-canada-25038712 

publicado por urreivainu às 17:00
26 de Setembro de 2013

Um dos principais candidatos a Lisboa vota em Viseu, portanto nem vai votar na sua própria candidatura...

 

http://www.publico.pt/politica/noticia/mais-de-metade-dos-candidatos-a-presidente-da-camara-de-lisboa-vota-fora-da-cidade-1607160

 

publicado por urreivainu às 19:17

Eles congratulam-se.

 

 

O contribuinte paga. Vem aí mais saque:

 

 

http://www.tvi24.iol.pt/videos/video/13960867/1

publicado por urreivainu às 18:49
mais sobre mim
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
pesquisar neste blog